31 de janeiro de 2018 às 02:00

Com perfil kids, serviço de streaming vê aumento em adesão a plano família

Na retaguarda do streaming musical, a Deezer tem apostado em novas estratégias para aumentar o número de usuários pagantes e diminuir o gap entre os líderes do mercado. Uma delas é o perfil kids, recurso disponível no plano família, mais econômico, lançad

Na retaguarda do streaming musical, a Deezer tem apostado em novas estratégias para aumentar o número de usuários pagantes e diminuir o gap entre os líderes do mercado. Uma delas é o perfil kids, recurso disponível no plano família, mais econômico, lançado no fim de 2016.

Segundo a empresa, as assinaturas desse plano cresceram 150% no país no último ano -ao redor do mundo, o aumento foi de 238%. Entre esses assinantes, o número dos que aderem ao perfil kids no Brasil tem crescido em ritmo mais próximo ao de outros países em que a plataforma francesa atua, marcando um aumento de 208% frente a 239%, respectivamente.

Bruno Vieira, diretor da Deezer no Brasil, estima que 20% dos usuários pagantes assinem o plano família e, destes, cerca de 8% possuam perfil kids ativado.

Além do canal com curadoria dedicada, o perfil para crianças tem catálogo restrito e oferece flow (função que mescla músicas favoritadas pelo ouvinte com recomendações do algoritmo) exclusivo. Desta forma, as escolhas da criança não interferem nas recomendações dos outros usuários do mesmo plano.

"A gente sabe que existe muito conteúdo explícito, com o perfil kids a gente vai criando um ambiente mais controlado", diz Vieira.

Para ele, além do controle parental, a ideia é "criar o hábito em um novo usuário".

"Conseguindo trazê-los para o streaming desde cedo, a gente está educando uma forma de consumo numa geração que vai ser nosso futuro pagante", diz Vieira.

A plataforma é a única entre os serviços de streaming musical a oferecer um recurso pensado para as crianças, aos moldes do YouTube Kids.

O aplicativo de vídeo foi lançado em 2015 para suprir uma demanda do serviço, restrito a maiores de 13 anos.

No YouTube Kids, o algoritmo de seleção de vídeos opera de maneira mais restrita e conta com esforço humano para reparar possíveis falhas.

O aplicativo permite que os pais desabilitem a busca, reduzindo a experiência dos filhos apenas aos vídeos recomendados, e controlem o tempo de uso com um timer.

Um dos principais atrativos do perfil kids da Deezer é ser um ambiente livre de publicidade, como em todos os planos premium da plataforma.

É também um diferencial quanto ao YouTube para crianças, mesmo que ambos sejam de naturezas diferentes.

Ainda que o aplicativo de vídeo vete anúncios, há conteúdos que podem ser considerados pelos pais como publicidades indiretas, como os chamados "unboxing", vídeos em que usuários desembalam e testam produtos.

Após 'Show das Poderosinhas', Anitta lançará DVD para crianças

"Aos meus fãs do Brasil... se acalmem. Eu não vou mudar a minha carreira para o foco infantil", escreveu Anitta, 24, em suas redes sociais ao revelar um novo projeto.

Trata-se de uma animação em DVD com músicas e histórias para crianças de até quatro anos. "O que não significa que vou mudar de rumo e parar com clipes e trabalhos que já faço", completou.

Segundo a cantora, que dublará a personagem principal, o projeto deve ficar pronto no segundo semestre deste ano.

"Vai ter a Anittinha com a turminha e as músicas infantis, mas com a mesma sonoridade das músicas que eu faço", disse a cantora em um evento neste mês. "Meu trabalho é para todos os públicos."

Esse não é o primeiro projeto da cantora dedicado a crianças. Além de suas apresentações regulares, Anitta realiza o "Show das Poderosinhas" –nas matinês, ela aposta em figurinos coloridos e personagens lúdicos.

Fonte: FOLHA

comentários

| ABROLHOS FM - A PRIMEIRA DA BAHIA!'); }
Estúdio Ao Vivo