25 de janeiro de 2018 às 15:34

Cientistas adiantam 'relógio do juízo final' em 2 minutos para a meia-noite

O chamado "relógio do juízo final", que simboliza a iminência de uma catástrofe mundial, avançou 30 segundos e agora está em dois minutos para a meia-noite por causa do risco crescente de uma guerra nuclear e da imprevisibilidade do presidente dos EUA, Do

O chamado "relógio do juízo final", que simboliza a iminência de uma catástrofe mundial, avançou 30 segundos e agora está em dois minutos para a meia-noite por causa do risco crescente de uma guerra nuclear e da imprevisibilidade do presidente dos EUA, Donald Trump.

O boletim dos cientistas atômicos anunciou a mudança nesta quinta (25), colocando os ponteiros mais perto do apocalipse.

A última vez que o relógio esteve em 23h58 foi em 1953, quando os EUA e a então União Soviética faziam testes da bomba de hidrogênio.

"Nas discussões deste ano, mais uma vez os assuntos nucleares se colocaram no centro do cenário", disse Rachel Bronson, presidente e diretora executiva do boletim.

Ela mencionou novos testes realizados pela Coreia do Norte, uma preocupação crescente com a questão nuclear na China, no Paquistão e na Índia e as declarações de Trump.

O relógio foi criado em 1947. Os ponteiros foram modificados 20 vezes desde então –as mudanças vão de dois minutos para a meia-noite em 1953 a 17 minutos para meia-noite em 1991.

Fonte: FOLHA

comentários

| ABROLHOS FM - A PRIMEIRA DA BAHIA!'); }
Estúdio Ao Vivo