08 de fevereiro de 2018 às 10:00

Blocos de carnaval vão com tudo para as avenidas de Mucuri

Crise econômica e falta de apoio privado não comprometem passagem dos trios elétricos. 

Tradição no carnaval, os blocos se preparam mais uma vez para percorrer as avenidas da cidade de Mucuri. Com a expectativa de receber um público diversificado (2 mil foliões segundo a Secretaria de Turismo), a passagem dos trios elétricos será responsável, em parte, por fortalecer a programação da festa na cidade. Os blocos mais movimentados começam a sair na sexta-feira (09) e vão até a terça-feira (12). Tô à Toa, Piriguetos, Eutrepsemia, Pirão Mania, Kero BB e Peroá são os principais blocos a se alternarem durante todo o feriado.

 

Além de oferecerem entretenimento aos turistas, os blocos atuam diretamente na economia da cidade, aquecendo o comércio local e estimulando a criação de emprego e de prestação de serviços. Apesar disso, muitos coordenadores de blocos se queixaram sobre a dificuldade de fechar patrocínios, o que foi agravado pela crise econômica regional e nacional. No entanto, eles ressaltam o apoio obtido pelo comércio local e pela Prefeitura Municipal de Mucuri.

 

Ainda assim, a festa poderia ser melhor realizada se contasse com um incentivo maior de empresas locais. É o que admite o coordenador do bloco Pirão Mania, Geovane Matos: “sem o apoio das empresas privadas, corre o risco de Mucuri perder a tradição de bloco de carnaval”. Segundo ele, muito mais poderia ser feito se as empresas como a Suzano procurassem investir dentro do município. A empresa de papel e celulose, que recentemente apoiou o Circuito Sul-Americano de Vôlei de Praia, em Nova Viçosa, mesmo com o parque industrial localizado na cidade de Mucuri, preferiu incentivar eventos em outras cidades. De acordo com Geovane, foi o que aconteceu quando a empresa patrocinou um bloco de carnaval na capital baiana. “Percebi em 2013, pela televisão, que a (marca) Suzano estava estampada no abadá de um bloco em Salvador.  Desconheço um bloco (em Mucuri) que tenha apoio da Suzano. Projetos e mais projetos foram enviados para a Suzano e nunca tivemos resposta”, desabafou ele sobre a preferência pelo grupo Suzano em patrocinar outras cidades em detrimento de Mucuri.  

 

Geovani concluiu dizendo que uma união entre os blocos e a participação de toda a comunidade local contribuirá para que a saída dos trios continue uma tradição, já tão aguardada pelos nativos e turistas.

 

Cada bloco possui abadás com preços diversificados e podem ser adquiridos em suas respectivas sedes.

 

Fonte: CLIENT

comentários

| ABROLHOS FM - A PRIMEIRA DA BAHIA!'); }
Estúdio Ao Vivo